Como ter uma boa alimentação.

Entenda que tudo é equilíbrio.


O ato de alimentar é muito comum, desde pequenos nos acostumamos a sentar na mesa e ingerir o que está disponível pela nossa família.


É um ato tão comum que com o passar do tempo não damos a devida importância.


A internet trouxe muita informação fácil, mas muita das vezes condensada em vários fragmentos e quem lê não entende como fazer corretamente. Veja o mais importante:


1 Entenda o que você precisa consumir!


A chave do equilíbrio é perceber o seu corpo. Devemos consumir o suficiente para que o nosso corpo funcione adequadamente. Se consumir menos do que precisa poderá ter deficiência em algum nutriente e ter problema, mas se consumir em excesso, também terá problema.


Observe se quando terminar de alimentação, o seu corpo está bem. Se não fica com rápido, ou se caso esteja em excesso, geralmente, se sente come se tivesse comido em "boi", uma sonolência alguns minutos depois...


2 Veja qual quantidade da refeição é melhor.


Conforme o que você faz, você precisará de mais energia. Se for um dia calmo, do tipo trabalho no escritório, mais sentado, sem fazer nenhuma atividade física, o consumo de alimentos é menor. Porém, se o seu trabalho já exige um esforço maior, precisará de mais energia, por isso o consume de alimentos é maior.


3 Faça boas escolhas.


Temos na nutrição, os macronutrientes: carboidratos, proteínas e lípideos (gorduras) e os micronutrientes (vitaminas e minerais)


A principal função do carboidrato é gerar energia. Carro não funciona sem gasolina, o nosso corpo precisa do seu combustível, após ingestão de alimentos temos a absorção e no final temos a glicose.


As proteínas funcionam como construtoras, reparando e reconstruindo o nosso corpo. Estão presentes nas estruturas do nosso corpo, tais como osso, pele, cabelo, órgãos.


Os lípideos (gorduras) auxiliam em muitas atividades dentro do corpo. São precursoras de hormônios, ajudam absorção de vitaminas lipossolúveis, dentre várias coisas.


As vitaminas e minerais auxiliam em várias atividades, uma atividade importantíssima é a função de antioxidantes.


Você não precisa saber termos, apenas precisa entender como escolher os alimentos bem. Por que optar por uma refeição colorida?


Cada grupo tem um determinado nutriente, a cenoura tem betacaroteno, a amora tem antocianinas, estas substâncias determinam a cor do desse grupo de alimento. Não quero que memorize isso, apenas entenda que cada grupo tem um nutriente diferente, portanto se você variar, conseguirá estar bem nutrido.


Assim, hoje você consome uma salada de alface com tomate, amanhã uma salada de cenoura e rúcula, e por aí vai.... entendeu?


Para as proteínas, lembre-se que você adquire através das carnes, queijos e produtos de origem animal, mas não exagere! Um bife do tamanho da palma da mão é suficiente para mulher, e dois para os homens (eles têm mais massa muscular).


Os carboidratos simples são os que geram um aumento rápido de glicose, já os complexos elevam de maneira gradativa e tem em sua composição outros nutrientes bons para você como vitaminas e minerais.


Consuma pouca massa ou biscoitos, aumente consumo de bolos ou biscoito integrais, mandioca, batata, inhame.


4 Beba muita água!


A água é importante para o nosso corpo, precisamos muito dela. Não espere ter sede para beber água. Sentir sede, já é um indício de que precisa de água, então a cada hora do dia beba um copo de 150ml de água pura para hidratar bem!


5 O que fazer se está fora de casa?


  1. Prefira alimentos assado ou invés de frito;

  2. Se possível leve uma garrafa de água para ir bebendo aos poucos;

  3. Ao invés de comprar alimento industrializado no supermercado, prefira as merendas feitas todo dia na padaria;

  4. Quando for almoçar, cuidado para não se empolgar demais e exagerar na quantidade.


5 dicas para alimentar melhor.







0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo